Do grupo de Elvis, vereador Evanilson Martins desponta para a presidência da Câmara - Folha de Alphaville
10/12/2018
POLÍTICA
Do grupo de Elvis, vereador Evanilson Martins desponta para a presidência da Câmara
Eleição na Casa de Santana de parnaíba acontecerá amanhã (11)
Gláucia Arboleya
"Vou colocar o nome à disposição e o que o grupo decidir acataremos" (Foto: Rodrigo Albertini/Arquivo Folha de Alphaville)

Amanhã (11), haverá eleição para a Mesa Diretora do biênio 2019-2020 das Câmaras da região. Em Santana de Parnaíba, estavam cotados os nomes de Alemão da Banca (SD), Enfermeira Nelci (SD), Amâncio Neto (PSDB) e Hugo Silva (SD), todos da base do prefeito Elvis Cezar (PSDB), de acordo com o atual presidente Marcos Tonho (PSDB), que não estará na corrida.

Agora, na reta final, o parlamentar também do grupo político de Elvis, Evanilson Martins (PHS), desponta na corrida. “Vou colocar o nome à disposição. A gente trabalha em grupo, o que o grupo decidir”, comentou à reportagem. Perguntado sobre a confiança na vitória por ser da base do gestor da cidade, ele disse que “a nossa maior parceria é com a população”.

Os vereadores baruerienses devem eleger o vereador Fabio Luiz da Silva Rhormens, o Fabião (PC do B), que está em seu segundo mandato no legislativo e é o atual líder do governo Rubens Furlan (PSDB) na Casa. Após a sessão das 11h, os parlamentares têm o período de duas horas para fazerem a escolha. 

O legislativo é administrado desde 2015 pelo vereador Carlinhos do Açougue (DEM), que foi reeleito no início da atual legislatura. Fabião disse à Folha de Alphaville que “nesta segunda-feira (10) vou confirmar. Falta falar com alguns vereadores”.

O parlamentar tucano Allan Miranda vai concorrer à vaga de vice-presidente. Ele havia confirmado intenção de disputar a presidência, mas decidiu “tirar o pé”. “Como é o meu primeiro mandato, acho que tenho que respeitar quem está há mais tempo. Vou apoiar o Fabião”, explicou. Allan está confiante. “Temos a maioria, mas é uma disputa até o final”, disse.

Outro parlamentar que poderia entrar na briga é Sergio Baganha (PSDB), mas também descartou concorrer. “Até estava interessado, mas eu computei os votos e vi que não teria condição. Estarei com Fabião”, declarou.