Setor imobiliário mantém ritmo de crescimento positivo em 2019 - Folha de Alphaville
29/03/2019
IMÓVEIS
Setor imobiliário mantém ritmo de crescimento positivo em 2019
Apesar da redução nas vendas do mês, segmento mostrou coerência nas transações, aponta Secovi-SP
Cidades da Região Metropolitana de São Paulo somaram 520 unidades vendidas (Cristian Lourenco/123RF.com)

A Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), divulgada na segunda-feira (25), apurou em janeiro de 2019 a comercialização de 1.622 unidades residenciais novas. O resultado foi 68,8% inferior às 5.204 unidades comercializadas em dezembro de 2018 e 4,1% inferior às vendas de janeiro de 2018 (1.692 unidades).

No acumulado de 12 meses (fevereiro de 2018 a janeiro de 2019), foram vendidas 29.859 unidades, um aumento de 20,9% em comparação ao mesmo período de 2018, quando as vendas totalizaram 24.699 unidades. “Geralmente, o começo do ano costuma apresentar números mais modestos em relação aos outros meses do ano, principalmente na comparação com o último trimestre. Basta lembrar, que os meses de outubro, novembro e dezembro corresponderam a 40% do total comercializado durante todo o ano de 2018”, explica Celso Petrucci, economista-chefe do Secovi-SP.

Apesar da redução nas vendas do mês, a pesquisa mostra coerência no comportamento de comercialização, porque as unidades mais vendidas continuaram sendo as de 2 dormitórios com até 45 m², situadas na faixa de preço econômico.Na Região Metropolitana de São Paulo, em janeiro, as cidades somaram 520 unidades vendidas – redução de 58,8% em comparação às 1.261 unidades comercializadas no mês anterior. Com relação às vendas de janeiro de 2018 (569 unidades), a redução foi de 8,6%.

No acumulado de 12 meses (fevereiro de 2018 a janeiro de 2019), foram comercializadas 8.963 unidades, resultado 12,9% acima do registrado no período anterior, quando as vendas totalizaram 7.937 unidades.

VGA
No primeiro mês do ano, o Valor Geral de Vendas (VGA) dos municípios da Grande São Paulo somou R$ 149,3 milhões, representando redução de 66,3% em relação a dezembro, mês em que foram vendidos R$ 443,6 milhões. Comparado ao VGV de R$ 122,5 milhões de janeiro de 2018, houve aumento de 21,8% – valores atualizados pelo INCC-DI de janeiro de 2019.

O indicador VSO de janeiro de 2019 – que apura a porcentagem de vendas em relação ao total de unidades ofertadas – foi de 8,0%, ficando abaixo dos 16,1% de dezembro de 2018, e acima dos 6,5% do mesmo mês do ano de 2018. As outras cidades da RMSP encerraram janeiro com 6.011 unidades disponíveis para venda – volume abaixo do registrado em dezembro de 2018 (6.549 unidades).