Realidade virtual 100% interativa chega ao setor imobiliário - Folha de Alphaville
20/07/2018
IMÓVEIS
Realidade virtual 100% interativa chega ao setor imobiliário
Ferramenta deve aumentar desempenho de vendas, além de reduzir custos
Gláucia Arboleya
(Andrly popov/123rf.com)

Para melhorar o desempenho das vendas, o mercado imobiliário recebeu uma nova aliada, a Realidade Virtual (VR) 100% interativa. A ferramenta promete revolucionar o setor, além de reduzir custos. A empresa brasileira VR One, pioneira no segmento, oferece o serviço.

De acordo com o arquiteto e sócio fundador da Companhia, Antonio Coutinho, a tecnologia é diferenciada no que diz respeito à demonstração e comercialização de empreendimentos ainda não construídos, “possibilitando uma experimentação do espaço com alto grau de realismo”, falou. Os consumidores têm a opção de conhecer todo o imóvel por meio da realidade virtual 100%, da forma mais fidedigna possível do projeto.

Lançada em 2017, por jovens arquitetos e publicitários, a empresa beneficia tanto as construtoras e incorporadoras – diminuindo orçamentos em até 90%, dependendo do apartamento físico decorado, e aumentando a performance de comercialização, quanto os próprios clientes, que contam com a possibilidade de visitar também as áreas de lazer do imóvel através da realidade virtual, enquanto o projeto ainda está na planta.

“Nós transformamos os projetos 2D em modelos 3D altamente realísticos para a utilização em ferramenta de realidade virtual interativa com óculos acoplado, além de contar com uma equipe extremamente capacitada nas áreas de desenvolvimento de modelo 3D, adaptação para realidade virtual e pesquisa para inovação”, conta Bruno Lattes, publicitário e sócio fundador da VR One. Outro diferencial é a função de mudar acabamentos, mobiliário, estudo de insolação, alterar a hora do dia, movimentar e interagir com objetos, entre outros detalhes, em tempo real. ‘”É o que chamamos de personalização interativa para o cliente”, completa.

De 2017 a 2018, a empresa teve um crescimento de 120% e seus planos incluem expandir para planejamento urbano, resorts, complexos hoteleiros, aeroportos, varejo, entre outros.