Discovery Home & Health estreia nova temporada de “Irmãos à obra” - Folha de Alphaville
13/07/2018
IMÓVEIS
Discovery Home & Health estreia nova temporada de “Irmãos à obra”
Os gêmeos ajudam famílias a venderem suas casas e a encontrarem um novo lar
Gláucia Arboleya
Jonathan é responsável por reformar o atual lar para vender e Drew pela compra do novo imóvel (Divulgação/Discovery)

Na quinta-feira (12), o Discovery Home & Health estrou a quinta temporada de “Irmãos à obra: compra e venda”. Serão 18 episódios inéditos de uma hora, em cada um deles os gêmeos Drew e Jonathan Scott ajudam uma família a vender o imóvel onde vivem e a encontrar um novo adequado as atuais necessidades.

O objetivo da dupla é conseguir elevar o valor da casa antiga com uma reforma completa, responsabilidade de Jonathan. Assim, o investimento nas melhorias é multiplicado e aplicado integralmente na oferta por um novo lar. Também são esperados prazos e orçamentos apertados que desafiam os irmãos a fazerem “milagres” em obras que duram apenas algumas semanas.

Os donos ajudam na quebradeira e participam de tarefas em todo o processo: pintura, carpintaria, acabamentos e decoração. Enquanto isso, Drew começa a caça pelo novo imóvel com características sob medida.

Primeiro episódio
Na estreia, Aubrey e Jonathan vivem com as três filhas em uma chácara: a casa tem charme e bucolismo de sobra, mas fica longe do centro e localizada em um terreno isolado com quatro hectares. O imóvel foi construído há quase dois séculos e o casal já investiu mais de cem mil dólares em reformas, embora as condições gerais sejam boas, há cômodos que precisam de reforma e a decoração de todos eles pede um toque que os valorize. A família procura uma casa que tenha vizinhos por perto e que não necessite de grandes alterações.

O orçamento para compra do novo empreendimento é de 500 mil dólares; Aubrey e Jonathan precisam conseguir o valor total na venda da casa antiga. Acontece que a chácara vale atualmente 450 mil. Jonathan e Drew pretendem gastar cerca de 40 mil na reforma, mas, em contrapartida, esperam elevar o preço de venda do imóvel aos 550 mil dólares.