Brasileiros que investem na Bolsa chega a 858 mil - Folha de Alphaville
08/02/2019
ECONOMIA
Brasileiros que investem na Bolsa chega a 858 mil
Somente em janeiro, a Bolsa ganhou 45 mil novos investidores
Gláucia Arboleya
No acumulado, o Ibovespa, já subiu cerca de 10% (Divulgação)

Em meio a sucessivos recordes de pontuação do Ibovespa, o número de brasileiros que investem no mercado de ações também vem atingindo marcas inéditas, tendo alcançado neste começo de 2019 um total de 858 mil investidores pessoas físicas, segundo balanço de janeiro da B3, a bolsa de valores de São Paulo.

Somente em janeiro, a Bolsa ganhou 45 mil novos investidores, o que representa um crescimento de 5,5% frente ao total de 813 mil investidores ativos no final de 2018.

Em um ano, o número de investidores pessoas físicas aumentou 38%, com um acréscimo de 237 mil novos participantes. Ainda que esse tipo de investidor represente uma fatia bem menor do que o volume movimentado por investidores estrangeiros (44,4%) e institucionais (28,7%), a participação das pessoas físicas responde atualmente por cerca de 20% do volume financeiro negociado na Bolsa, patamar que não era registrado desde o começo de 2012.

Expectativa
No acumulado em 2019, o Ibovespa, principal índice da bolsa já subiu cerca de 10%, e está muito próximo do patamar inédito de 100 mil pontos.
O otimismo para o ano também se baseia na expectativa de uma nova leva de empresas podem se sentir mais estimuladas a abrir capital, diante de um cenário de maior confiança na economia e menor atuação dos bancos públicos, sobretudo do BNDES, na oferta de crédito subsidiado.
No ano passado, foram apenas 3 IPOs (oferta pública inicial de ações, na sigla em inglês). Para 2019, a projeção da B3 é que entre 20 e 30 empresas brasileiras passem a negociar ações na bolsa.

Procura
O crescimento do número de investidores pessoas físicas no mercado de ações ocorre em meio a um cenário macroeconômico mais favorável, com melhora das expectativas do mercado em relação à recuperação da economia.