Governo permite aéreas com capital total estrangeiro  - Folha de Alphaville
01/02/2019
ECONOMIA
Governo permite aéreas com capital total estrangeiro 
A decisão foi também uma reação ao pedido que a companhia colombiana Avianca fez ao TJ-SP
Gláucia Arboleya
té dezembro, o governo impunha um limite de 20% de dinheiro do exterior nas empresas da aviação comercial nacionais (Foto: Divulgação)

Como um dos seus últimos atos, o ex-presidente Michel Temer autorizou as companhias aéreas brasileiras a terem participação ilimitada de capital estrangeiro em seus investimentos e receitas. Até dezembro, o governo impunha um limite de 20% de dinheiro do exterior nas empresas da aviação comercial nacionais.

“Isto resolve um dos principais problemas da aviação brasileira, que é a fonte de financiamento. Com isso, temos a oportunidade de ter a participação do capital estrangeiro no financiamento, independentemente de sua origem”, disse o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, ao anunciar a medida, na metade de dezembro. A decisão foi também uma reação ao pedido de recuperação judicial que a companhia aérea colombiana Avianca (www.viajanet.com.br/avianca) fez ao Tribunal de Justiça de São Paulo, no começo do mês de dezembro.

Avianca
Com uma dívida milionária com fornecedores e aeroportos, a empresa corre o risco de deixar de operar no país meses antes de entrar em vigor o braço argentino da companhia, que promete oferecer voos low cost entre cidades do Brasil e da América do Sul. Padilha negou que a medida de Temer tenha sido assinada para socorrer a Avianca.