Vamos ver pela TV - Folha de Alphaville
01/11/2018
COLUNISTAS
Vamos ver pela TV
O futebol brasileiro, que entrou como grande favorito, vai apenas assistir à decisão da Copa Libertadores pela televisão
Colunista da Folha de Alphaville

Não creio que seja por razões estruturais ou sistêmicas. Foi muito mais mesmo pelas circunstâncias que o futebol apresenta. 

Por mais que o árbitro de vídeo, que jamais deveria existir no futebol, tenha prejudicado o Grêmio, a grande verdade é que o River Plate foi melhor nos dois jogos. Mesmo tendo vencido em Buenos Aires, o que lhe deu uma grande vantagem para decidir jogando em casa e pelo empate, o time de Renato Gaúcho falhou em momentos que não poderia. E, nesse tipo de disputa, já sabemos, ganha quem erra menos.

Já o Palmeiras não pode nem falar de arbitragem. Mesmo tendo muito mais time acabou sendo inferior ao Boca Júniors nas duas partidas. Esperava-se muito mais de quem tem o maior investimento em futebol no hemisfério sul. Mais uma vez o milionário esquadrão montado desde 2015 para ganhar tudo negou fogo num momento decisivo.

É verdade que o título brasileiro está praticamente assegurado. Mas, cá entre nós, quem gasta o que o Palmeiras gasta tinha a obrigação de render mais e de conquistar mais. A festa será na Argentina, com os jogos em La Bombonera e no Monumental de Nuñez. Motivo de felicidade para o Presidente Maurício Macri. Com certeza, nos próximos dias, a Argentina vai respirar essa decisão, desviando o foco da crise sem precedentes.  




Jornalista e administrador esportivo. Trabalhou nos principais veículos de comunicação do país, foi gerente de futebol do Grêmio Barueri e secretário de esporte da cidade. Atualmente é âncora e comentarista da Rádio Transamérica.