Barueriense encontra endereço atual da mostra de Anita Malfatti - Folha de Alphaville
08/02/2019
CIDADE
Barueriense encontra endereço atual da mostra de Anita Malfatti
Samara Najjar
Edgar Moretti procurou pelo local durante anos (Michela Brígida/Folha de Alphaville)

O artista plástico e diretor da Pinacoteca da Secretaria de Cultura e Turismo de Barueri, Edgar Moretti, fez uma importante descoberta para a cultura nacional. Durante pesquisas particulares, ele encontrou o verdadeiro endereço da primeira exposição da artista plástica modernista Anita Malfatti (1889-1964), que deu ponto de partida para a Semana de Arte Moderna de 1922, marco na história da arte brasileira.
De acordo com Edgar, o movimento Modernista sempre lhe despertou muita curiosidade, fazendo com que ele se aprofundasse nos trabalhos de Mario e Oswald de Andrade, família Prado, Tarsila do Amaral e, principalmente, Anita Malfatti. Pesquisando sobre a última artista, ele verificou que o endereço do local da sua primeira exposição, alvo de inúmeras críticas na época, nunca foi explicitado em jornais e acervos históricos, motivando assim, a sua busca pelo verdadeiro espaço. 
“Procurei primeiramente nos livros, com historiadores e também na USP. Ninguém podia afirmar com certeza o local, diziam ser na Rua Libero Badaró, 111, no centro de São Paulo. A partir de 2015 comecei a pesquisar nos Arquivos do Acervo do Jornal O Estado de São Paulo”, conta Edgar.
Dois anos depois de buscas, durante estudo sobre o livro Inquérito do Saci, de Monteiro Lobato, para um projeto com a Cultura de Barueri, Edgar se aproximou mais do verdadeiro endereço. “ O lançamento do livro aconteceu no mesmo lugar da exposição. Pedi ajuda ao Arquivo Histórico Municipal, soube que os números do suposto espaço na Líbero Badaró tinham sido alterados”, conta.

A descoberta
O artista foi então ao endereço apontado como correto e comparando fotos, teve a certeza de que era o local. “ Agora é um restaurante, que se chama "Pirandello, na Líbero Badaró, nº332. Está descoberta traz a luz para um local que agora pode ser visitado e reconhecido como um dos pontos históricos da cidade de São Paulo”, finaliza.