Os melhores destinos para 2019 - Folha de Alphaville
23/11/2018
CADERNO A
Os melhores destinos para 2019
Nova edição do Lonely Planet elege o Sri Lanka como o país mais interessante do mundo para conhecer no ano que vem
Graziela Costa
Seema Malaka temple on Beira Lake, Colombo, é ponto de visitação no Sri Lanka (Foto: Olga Khoroshunova 123/RF )

A Lonely Planet anunciou neste mês sua coleção anual de melhores destinos, tendências, jornadas e experiências para o próximo ano. Os especialistas da maior autoridade do mundo em viagens revelam os 10 países, cidades, regiões e os lugares com o melhor custo benefício para se visitar na lista Lonely Planet’s Best in Travel 2019. São eles: Sri Lanka, Alemanha, Zimbábue, Panamá, Quirguistão, Jordânia, Indonésia, Bielorrússia, São Tomé & Príncipe e Belize. Confira os encantos das cinco primeiros.

Sri Lanka
O Sri Lanka definitivamente conquistou seu lugar ao sol equatorial, e as mudanças estão chegando rapidamente, com um. Já conhecido entre os viajantes intrépidos por sua mistura de religiões e culturas, seus templos anacrônicos, sua vida selvagem rica e acessível, sua crescente cena de surfe e um povo que desafia todas as expectativas com sua receptividade e simpatia - mesmo após décadas de conflito civil -, esse é um país renascido. Mais do que nunca, há opções para famílias, viciados em adrenalina, ecoturistas, os que buscam o bem-estar e foodies com todos os mais diversos orçamentos. Até mesmo o norte e o leste, incluindo áreas antes inacessíveis, difíceis de alcançar ou sem tantos serviços, podem trazer novas descobertas.

Alemanha
A Alemanha é há tempos uma potência em inovação. Foram os alemães que trouxeram ao mundo a imprensa, o automóvel, a aspirina e outras invenções revolucionárias. E, cem anos atrás, uma pequena escola no interior da Turíngia deu início a um movimento estético tão influente que reverbera globalmente até hoje: a Bauhaus. Junte-se à festa de aniversário desse precursor do modernismo que nasceu em Weimar em 1919, floresceu em Dessau e foi sufocado pelos nazistas em Berlim, em 1933. Museus novos e reluzentes devem abrir nessas três cidades acompanhados de diversos eventos relacionados e exposições por toda a Alemanha.

Zimbábue
Embora costume ser notícia por todos os motivos errados, o Zimbábue sempre foi um país do qual os viajantes assíduos falavam maravilhas. Ele não apenas é um dos destinos mais seguros da África, como também é abençoado com um povo supersimpático, parques nacionais que cumprem todos os requisitos, ruínas arqueológicas listadas pela Unesco, montanhas com florestas e, claro, as imponentes Victoria Falls, as cataratas de Victoria. Ainda que as controversas eleições de 2018 tenham diminuído o otimismo sem reservas resultante do fim do governo de Robert Mugabe, o senso de esperança do potencial do país permanece forte nos zimbabueanos.

Panamá
Bem-vindo à encruzilhada das Américas. No Panamá, o norte e o sul se encontram em uma fiesta de biodiversidade tropical, celebrada pelo excelente BioMuseo. O leste encontra o oeste no comércio internacional crescente, com os maiores navios de carga do mundo passando pelo recentemente reformado Canal do Panamá. O adorável país concentra tantos tesouros em um território tão pequeno – de praias com areia branca a florestas tropicais, montanhas cercadas de névoa e cultura indígena – que é chocante que ele ainda passe mais ou menos despercebido. Em 2019, a Cidade do Panamá jura festejar como nunca antes seus 500 anos de história.

Quirguistão
O momento do Quirguistão no palco do turismo mundial parece ter chegado após a enorme repercussão dos Jogos Mundiais Nômades de 2018, uma competição da Ásia Central dedicada a seus tradicionais (e peculiares) esportes regionais. A hora para visitar não podia ser melhor – há mais de 2.700km de novas trilhas demarcadas; incentivo a um mercado de turismo comunitário no interior; um sistema de estradas reformado que diminuiu imensamente os tempos de deslocamento; e um programa simplificado de visto eletrônico para os que não estão na lista de mais de 60 países isentos de visto – mas vá agora: o Quirguistão está se tornando rapidamente um favorito dos viajantes independentes e antenados, que vão até lá atrás de uma beleza natural intocada.