Edificações sustentáveis são tendência no mercado imobiliário - Folha de Alphaville
06/09/2018
IMÓVEIS
Edificações sustentáveis são tendência no mercado imobiliário
Consumidores têm demandado ações de paisagismo e de sustentabilidade em empreendimentos
Samara Najjar
Amazônia Empresarial, da MPD Engenharia, ganhou selo de sustentabilidade em obras (Divulgação)

A sustentabilidade está ganhando espaço em diversos segmentos do mercado, assim como na construção civil. A demanda por imóveis que explorem o conceito de verde urbano tem feito com que as construtoras investissem cada vez mais em empreendimentos sustentáveis para atrair e engajar este público.

O olhar voltado para o âmbito ecológico que os empreendimentos estão tendo nos projetos urbanos se dá pelo reconhecimento dos benefícios que as edificações sustentáveis trazem às pessoas e ao meio ambiente, além da valorização comercial promovida nos imóveis.

A necessidade de convívio com o verde, mesmo em ambientes que se encontram a muito metros acima do chão, como em prédios e edificações comerciais, pode ser vista na alta pela busca por jardins suspensos, de acordo com Danny Braz, fundador da Regatec, empresa especializada em irrigação sustentável. “Esse tipo de projeto demanda uma tecnologia de ponta para manter o jardim suspenso vivo, levando água para grandes alturas, sem gerar desperdício, tanto energético quanto hídrico”, explica.

Além da parte visual, consumidores têm cobrado dos empreendimentos a construção de equipamentos atreladas a conceitos sustentáveis e tecnológicos. Para atender a essa demanda, projetos empresariais estão sendo elaborados pensando em ações que possam reduzir qualquer tipo de impacto no meio ambiente, como é o caso do Amazônia Empresarial, da MPD Engenharia, localizado na Alameda Mamoré, com a Rio Negro, em Alphaville.

Leed
A edificação foi certificada com o Leed (Leadership in Energy and Environmental Design), considerado um dos principais selos de sustentabilidade em obras do Brasil. O reconhecimento se deve ao fato do empreendimento ter sido construído com um plano de prevenção de poluição durante as obras, ter fornecimento contínuo de energia para as áreas privativas através de geradores, dupla abordagem para fornecimento de energia elétrica, vagas preferenciais para veículos com baixa emissão e consumo, projeto de luminotécnica que minimiza o impacto da iluminação na vizinhança e otimiza o consumo elétrico.

Foram utilizados também no espaço espécies adaptadas ou nativas no paisagismo, que diminuem a necessidade de irrigação, sistema de reaproveitamento de água, eficiência energética maximizada no sistema de ar condicionado e coleta seletiva de lixo.