14% dos brasileiros fizeram compras online por meio de smartphones - Folha de Alphaville
14/09/2018
ECONOMIA
14% dos brasileiros fizeram compras online por meio de smartphones
Quase metade dos adultos entrevistados acredita que suas despesas vão aumentar nos próximos 12 meses
Gláucia Arboleya
52% afirmaram ter adquirido produtos somente em sites do Brasil (Dolgachov/123RF)

De acordo com a quarta edição da pesquisa “Perfil do Consumidor Online”, realizada pela PayPal em parceria com a Ipsos, no período de 12 meses, de março de 2017 a março de 2018, dos compradores online brasileiros, cerca de 14% realizaram transações via smartphones. Em 2016, ano da terceira edição do estudo, esse índice era de 17%; e, em 2015, 13%.

Quando o assunto é a proporção de compras feitas pelo aparelho em sites de outros países, o total de aquisições atingiu 28% (em 2016, ficou em 18%; e, em 2015, não passou de 14%).

No total, a Ipsos ouviu mais de 34 mil internautas em 31 países para entender por que e como as pessoas compram produtos e/ou serviços pela internet. A pesquisa também apurou que 76% dos internautas brasileiros compraram online (via app ou website) no período de 12 meses; em 2016, esse índice foi de 67%.

Sendo que, desses compradores, 52% afirmaram ter adquirido produtos somente em sites brasileiros (na terceira edição da pesquisa, essa porcentagem era de 55%); 40% compraram tanto domesticamente quanto em sites de outros países (eram 37% em 2016); e 8% só de sites estrangeiros (número que não mudou desde o último levantamento). 45% dos adultos brasileiros entrevistados online acreditam que suas despesas online vão aumentar nos próximos 12 meses (em 2016, esse índice era de 44%).

Estimativa até 2020
Segundo o levantamento, o número total de compras online aumentou 21% no Brasil entre 2016 e 2017 (saltou de R$ 137,4 bilhões para R$ 166,2 bilhões). No mesmo período, o negócio por smartphone sofreu um boom estimado de mais 60% – indo de R$ 26 bilhões para R$ 41,8 bilhões. A Ipsos também previu crescimento do mercado online em 19% em 2018; 18% em 2019; e 17% em 2020 (quando deve atingir cerca de R$ 272 bilhões). Já as compras via smartphone devem crescer 36% em 2018; 35% em 2019; e 34% em 2020 (batendo os R$ 103 bilhões).

Smartphone
O Brasil superou, em abril, a marca de um smartphone por habitante e hoje conta com 220 milhões de celulares do tipo, de acordo com a FGV. O aparelho é o principal meio de acesso à internet dos brasileiros – aproximadamente 92% da população prefere navegar pelas redes sociais e fazer compras online pela telinha, segundo o IBGE. Em 2017, foram 47,7 milhões de smartphones vendidos, crescimento de 9,7% em relação a 2016.