Indústria nacional se recupera e cresce 13,1% de maio para junho - Folha de Alphaville
03/08/2018
ECONOMIA
Indústria nacional se recupera e cresce 13,1% de maio para junho
As principais influências positivas vieram dos veículos automotores, reboques e carrocerias (47,1%)
Gláucia Arboleya
(Arquivo/Agência Brasil)

ados da Pesquisa Industrial Mensal, divulgados na quinta-feira (2), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apontam uma luz no fim do túnel no cenário econômico nacional.

Depois de registrar queda de 11% em maio, quando ocorreu a greve dos caminhoneiros, a produção industrial brasileira cresceu 13,1% no mês de junho. O aumento foi o mais alto registrado desde o início da série histórica da pesquisa, em 2002.

Também foram observadas elevações na comparação com junho de 2017 (3,5%), no acumulado do ano (2,3%) e nos últimos 12 meses (3,2%). Na média móvel trimestral, a produção avançou 0,5%.

De maio para junho, foram registrados acréscimos nas quatro grandes categorias econômicas pesquisadas, com destaque para a produção de bens de consumo duráveis (34,4%) e para os de capital, isto é, as máquinas e equipamentos (25,6%).

Os bens de consumo semi e não duráveis tiveram alta de 15,7% e os intermediários, ou seja, os insumos industrializados usados no setor produtivo, crescimento de 7,4%.

As principais influências positivas para a indústria vieram dos veículos automotores, reboques e carrocerias (47,1%), produtos alimentícios (19,4%), bebidas (33,6%) e produtos de minerais não-metálicos (20,8%).