Inflação de janeiro é a mais baixa em 24 anos, diz IBGE - Folha de Alphaville
12/02/2018
ECONOMIA
Inflação de janeiro é a mais baixa em 24 anos, diz IBGE
Preço no quesito habitação levou a resultado
Paulo Talarico
Por outro lado, alimentação e bebidas tiveram aceleração nos preços

Com uma variação de 0,29%, o mês de janeiro registrou a menor inflação desde 1994, quando foi criado o Plano Real. De acordo com o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), houve ainda uma redução de 0,15 ponto percentual na comparação com o mês de dezembro, quando foram registrados 0,44%. Os resultados foram medidos pelo IBGE e divulgados nesta quinta-feira (7).

Os preços levaram o acumulado dos últimos 12 meses para um total de 2,86%, abaixo dos 2,95% de todo 2017, mesmo em um cenário de queda da taxa de juros, que teve uma nova redução definida pelo Banco Central (BC) nesta quarta-feira (7), que caiu para 6,75%.

Entre os produtos que levaram ao resultado histórico estão os gastos relacionados com a habitação. Houve um recuo de 0,85% no setor, impulsionado pelas contas de energia elétrica, 4,73% mais baratas, segundo o IBGE, por conta da do fim da cobrança adicional de 0,03 por kwh consumido. Também houve diminuição nos gastos relacionados ao vestuário, com diminuição de 0,98%.

O resultado deste segmento minimizou o aumento de outros setores, sobretudo dos transportes, com alta de 1,10% em janeiro, mês que costuma registrar as principais altas nos preços de ônibus, trem e metrô das cidades. Em São Paulo, por exemplo, houve reajuste de 5,26% nas tarifas do trem e do metrô.

Apesar da alta, o ritmo desacelerou na comparação com os últimos anos em transportes – em janeiro passado houve aumento de 1,23%. Também pesou o fato das passagens aéreas terem uma evolução grande no ano passado, de 22,28%, contra um recuo no começo des te de 1,35%.

No caso de alimentação e bebidas, entre janeiro e dezembro, houve uma aceleração de 0,54% para 0,74% na alta dos preços. O tomate, por exemplo, teve alta de 45,71% e batata inglesa de 10,85%.

O IPCA é calculado pelo IBGE desde 1980 e se refere às famílias com rendimento monetário de 1 a 40 salários mínimos e abrange dez regiões metropolitanas do país, além dos municípios de Goiânia, Campo Grande e de Brasília.

Para cálculo do índice do mês foram comparados os preços coletados no período de 29 de dezembro de 2017 a 29 de janeiro 2018 com os preços vigentes no período de 30 de novembro a 28 de dezembro de 2017