05/02/2018
ECONOMIA
Situação de emprego melhora, mas cidades fecham com saldo negativo
Em Barueri e Santana de Parnaíba, tendência acompanhou ritmo do Brasil
Paulo Talarico

Após dois anos seguidos de um saldo negativo que superou 1 milhão de vagas a menos,o Brasil teve um período  melhor em 2017 e a tendência também é vista na região de Alphaville. De acordo com dados do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego), as cidades de Barueri e de Santana de Parnaíba ainda apresentam saldo negativo entre vagas de emprego criadas e demissões.

No entanto, esse saldo negativo caiu 83% nos dois municípios, o que aponta para um cenário mais otimista em 2018. 

No final de 2016, para se ter ideia, os baruerienses tiveram o fechamento 104.874 postos de trabalho com carteira assinada, enquanto foram criadas 94.633 vagas – ou seja mais de 10 mil postos a menos. No ano passado, contudo, houve 94.762 novos empregos e 96.175 desligamentos, com 1.413 vagas de saldo negativo.

O mesmo ocorreu em Santana de Parnaíba, onde no final de 2016 ocorreram 3.042 desligamentos a mais do que as admissões.

No final do último ano, a situação apresentou 830 demissões a mais. As informações constam no último Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e mostra que o mesmo se repetiu no restante da região oeste. 

Com relação ao país, foram 20.832 vagas fechadas a mais do que as contratações. Um ano antes, houve 1,3 milhão de demissões a mais e, em 2015, 1,5 milhão, em dois anos marcados pelo auge da crise econômica.

Redução em 2017
De acordo com o Ministério, os dados indicam a reversão no agravamento do desemprego. “Para os padrões do Caged, esta redução em 2017 é equivalente à estabilidade do nível de emprego, confirmando os bons números do mercado na maioria dos meses do ano passado e apontando para um cenário otimista neste ano que está começando”, afirmou o ministro do Trabalho substituto, Helton Yomura.

Youmura comanda a pasta enquanto Cristiane Brasil (PTB), nomeada pelo presidente Michel Temer (PMDB), segue impedida de assumir por decisão judicial.

Serviços
A variação positiva e negativa no saldo de empregos das cidades onde está Alphaville é dependente do setor de serviços. Quando Barueri e Parnaíba tiveram 13 mil empregos encerrados em 2016, por exemplo, 44% do saldo vinha deste segmento. Ao lado dele, a construção civil também teve uma baixa em mais de 3 mil postos e o comércio de outras 2 mil.

No ano passado, os sinais da recuperação foram vistos de forma diferente em cada cidade. Em Barueri, a construção civil contratou 5,9 mil e houve menos desligamentos (5,1 mil). No caso de Parnaíba, a indústria da transformação teve o resultado mais positivo com 3.041 contratações e 2.929 demissões. O setor de serviços, por outro lado, continuou concentrando o principal segmento de demissões, mas num ritmo menor, com recuo de 2,3 mil vagas.