A infraestrutura é o melhor caminho para crescer - Folha de Alphaville
28/03/2018
COLUNISTAS
A infraestrutura é o melhor caminho para crescer
Colunista da Folha de Alphaville

Uma boa infraestrutura de transporte é essencial para o desenvolvimento de qualquer região. Independente do modal – seja o rodoviário, o aéreo ou o ferroviário -, a economia depende de uma rede funcional para transportar seus produtos e serviços de maneira adequada, eficiente e segura. Sem isso, é impossível consolidar o desenvolvimento sustentável.

Na década de 1990, o governo do Estado iniciou o Programa de Concessão de Rodovias em São Paulo devido à necessidade inerente de investir vultuosas quantias para recuperar e ampliar a malha rodoviária paulista, permitindo que a economia avançasse. Devido à sua limitação financeira para satisfazer a totalidade dos investimentos necessários a curto prazo, a decisão foi conceder os mais importantes trechos rodoviários e garantir o crescimento das regiões atendidas por eles. Desta maneira, o Estado pode também se desonerar desta obrigação e priorizar suas responsabilidades no campo social, como segurança, educação e saúde. Hoje, são 22 empresas que operam 8,2 mil quilômetros de rodovias paulistas.

Com o objetivo de desenvolver a Região Oeste do Estado, somente nos 168 quilômetros do Sistema Castello-Raposo, sob responsabilidade da CCR ViaOeste, desde 1998, a concessionária já investiu R$ 3,9 bilhões.

E, sobre o trabalho que é cuidar de uma rede de rodovias integradas como o Sistema Castello-Raposo, posso afirmar: é uma responsabilidade muito grande. Não digo isso só pela questão operacional, de gerir investimentos e executar obras, de manter operações de tráfego funcionais e atender os exigentes padrões de conservação definidos pelo Estado. Além de servirmos como vetor de negócios em 16 municípios da Região Oeste, uma das mais promissoras do Estado de São Paulo, somos responsáveis por milhares de vidas que passam pelo nosso trecho diariamente. São pessoas que trabalham, que buscam novos empregos, que passeiam, que se divertem. Pessoas que estão sozinhas, pessoas acompanhadas por suas famílias e amigos. Pessoas que contam com nossa eficiência para garantir que cheguem em segurança aos seus destinos. 

Desde 1999, primeiro ano completo de concessão, os acidentes no Sistema Castello-Raposo já caíram mais de 30%: de 4.606 para 3.158. As mortes, por sua vez, caíram mais de 60%. Isso é, de 101 fatalidades, em 1999, para 38, em 2016. É o equivalente a evitar a queda de 1 Boeing 737-800 com 650 pessoas a bordo. Isto ponderando que, no período, o tráfego aumentou mais de 60% no segmento, devido aos contínuos investimentos e melhorias. Atualmente, cerca de 600 mil veículos trafegam diariamente nas rodovias do Sistema Castello-Raposo.

Em um cenário onde a qualidade na prestação de serviços públicos de transporte é mais exigida pela população, temos muita satisfação em entregar estes resultados tão significativos. Resultados estes que contribuíram para que a CCR ViaOeste conquistasse em 2018, pela segunda vez consecutiva, a categoria Segurança Rodoviária do Prêmio Concessionária do Ano. A premiação foi instituída há quatro anos pela ARTESP (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) a fim de incentivar as concessionárias das rodovias estaduais a adotarem ações para tornar as estradas mais seguras, além de práticas para melhorar os serviços e o relacionamento com os usuários. No ano passado, a CCR ViaOeste foi eleita na categoria principal como a Concessionária do Ano.

O prêmio principal considerou o desempenho da CCR ViaOeste nas categorias Relacionamento com a Sociedade; Segurança Rodoviária; Eficiência dos Serviços Operacionais; Melhorias nas Rodovias; e Escolha do Usuário. Além disso, a CCR ViaOeste também venceu a categoria individual “Segurança Rodoviária”, que premiou individualmente as empresas com melhor desempenho nestas áreas.

Apesar de já ter conquistado tanto, ainda existem muitos novos projetos de extrema importância para o desenvolvimento, que inclusive vão além de nossas obrigações contratuais. Um dos principais estudos desenvolvidos é a extensão das marginais da Rodovia Castello Branco, além da remodelação dos acessos para Osasco e Barueri, demanda endossada pelos representantes das dez cidades que formam o Consórcio Intermunicipal da Região Oeste (Cioeste), além de diversas entidades do entorno da rodovia. Para tornar realidade este importante impulsionador da economia regional, a CCR ViaOeste já entregou ao governo do Estado o projeto executivo, que segue em análise pela Agência Reguladora.

A proposta da concessionária é, conforme o modelo de sucesso já aplicado no Estado ao longo dos últimos anos, continuar investindo em infraestrutura. É dessa forma que acreditamos que podemos contribuir com a Região Oeste, permitindo que as cidades exerçam seu potencial de crescimento econômico e desenvolvimento sustentável por muitos anos.




Paulo Rangel é presidente da CCR ViaOeste redacao@folhadealphaville.com.br