Novo Ceasa pode ser implantado na região de Alphaville/Tamboré - Folha de Alphaville
23/03/2018
CIDADE
Novo Ceasa pode ser implantado na região de Alphaville/Tamboré
Governo do Estado analisa propostas recebidas por interessados no edital
Gláucia Arboleya
Entreposto recebe produtos de mais de 1,5 mil municípios brasileiros (Divulgação/Fecomércio)

A Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp) pode ser transferida para a região, de acordo com informação divulgada pelo Governo do Estado, o que pode impactar diretamente no trânsito.

A administração paulista está analisando quatro sugestões de locais para a implantação da Ceagesp, atualmente instalada no bairro da Lapa, na capital. As propostas fazem parte de estudos feitos por três consórcios e uma empresa, em resposta ao chamamento público aberto pelo Estado em outubro de 2017 e encerrado no dia último dia 12 de março, para implantação, operação e manutenção do Novo Centro de Abastecimento Alimentar em São Paulo – o Novo Ceasa –, como será chamado.

O Governo colocou como pré-requisito que todas as localizações fossem conectadas ao Rodoanel Mario Covas por acessos já existentes ou previstos. Entre as sugestões recebidas (que podem ser consultadas pelo site, a Ideal Partners, propõe um imóvel em Santana do Parnaíba com 4 milhões de m² e operação com área construída de 1 milhão de m². O acesso seria pelo Rodoanel Oeste e rodovias Castello Branco e Anhanguera.

O projeto é próximo ao Tamboré e Ithaiê (quadrilátero entre Al. América, linha de transmissão da CTEEP, Mackenzie e Vila Solaia, Parque Imperial e Rodoanel).

Segundo Silvio Sandoval Filho, da empresa Polaris, um dos envolvidos nessa proposta, o acesso principal se daria pelo Rodoanel, sendo que uma parte de serviços como restaurantes e apoio de flores teria entrada destinada ao público de Alphaville, próximo ao Mackenzie.

“Nós estamos preocupados com toda parte ambiental, implantaremos toda a sofisticação que a tecnologia proporciona. Quem entrará por Alphaville só poderá sair por lá e vice-versa pelo rodoanel. Os estudos não acusaram nenhum problema. Será uma obra cinco estrelas. Nossa ideia é fazer um bom produto”, afirmou.

Outra ideia, da FRAL, é o terreno na Lagoa de Carapicuíba, em Barueri, próximo a Osasco, também com entrada pelo Rodoanel Oeste. Os moradores da região estão se mobilizando para discutir o assunto, já mencionado no grupo Reclamômetro de Alphaville, nas redes sociais.

Está prevista uma reunião no dia 4 de abril, às 19h30, no Condomínio Bosques de Tamboré (Av. Marcos Penteado de Ulhôa Rodrigues, 5100, Tamboré, Santana de Parnaíba) para falar sobre a questão.

Próximos passos
Agora, o Governo do Estado de São Paulo analisará os estudos completos, que incluem ainda aspectos como construção, implantação, modelagem operacional, econômico-financeira e jurídica. 

Levantamento de impacto ambiental, eventuais desapropriações e possibilidade de uso do modal ferroviário também devem ser considerados. Nesta fase do processo, não há custo para o Estado, mas os autores das ideias efetivamente utilizadas na elaboração do edital de concessão serão ressarcidos pelo futuro concessionário no limite de até R$ 2,5 milhões.

O Governo Estadual tem 60 dias para definir o melhor modelo e em torno de mais dois meses para fazer a preparação de todos os documentos, as aprovações competentes e a publicação do edital.