Sabesp cobrou 50 mil moradores indevidamente, segundo Resgata - Folha de Alphaville
10/01/2018
CIDADE
Sabesp cobrou 50 mil moradores indevidamente, segundo Resgata
Empresa alega que segue procedimentos da agência reguladora
Gláucia Arboleya

De acordo com uma estimativa feita pela Resgata, startup que identifica cobranças indevidas e oferece a oportunidade de resgate ao consumidor, cerca de 50 mil moradores de Barueri receberam contas de água da Sabesp com erros entre janeiro de 2015 e junho de 2016, período em que a Grande São Paulo viveu uma das maiores crises de racionamento de água de sua história.

Procurada pela reportagem da Folha de Alphaville, a Sabesp disse que “segue a determinação da agência reguladora, que define as tarifas e a forma de aplicação das mesmas. A discussão envolvendo a tarifa de contingência também já foi apreciada pelo Poder Judiciário, nos autos do processo nº 1004857-88.2015.8.26.0053, com decisão transitada em julgado entendendo pela legalidade da cobrança”.

Os moradores interessados no reembolso, devem se atentar ao prazo de coleta de adesão, que termina em 30 de janeiro (www.resgata.com.br). 

Falta de água 

Os moradores do Residencial New Ville, em Santana de Parnaíba, reclamaram de falta de água do dia 21 ao 23 de dezembro de 2016, sem restabelecimento em todo esse período. Segundo a Companhia, o abastecimento ficou prejudicado nas datas devido a serviços de manutenção, com a normalização do atendimento após a conclusão dos trabalhos.