Para conter acidentes, Alpha terá lombadas eletrônicas - Folha de Alphaville
15/12/2017
CIDADE
Para conter acidentes, Alpha terá lombadas eletrônicas
Barueri receberá verba do Estado para instalar 5 radares. Dois deles em Alphaville
Katherine Cifali
atenção. New Jersey (mureta), onde motorista colidiu, na quinta, 7. Foto: Victor Silva/Folha de Alphaville

Visando melhorar a segurança no trânsito, Barueri assinou convênio com o governo do Estado e vai implementar lombadas eletrônicas em Alphaville.
Barueri é uma das 36 cidades que recentemente firmou parceria com o Detran SP e o Movimento Paulista, programa do Estado que tem como missão reduzir pela metade os óbitos no trânsito até 2020.

Ao todo foram repassados para o município R$ 1.270.000 para oito ações de combate à violência no trânsito.

“Resolvemos criar o Movimento Paulista e fomos buscar o dinheiro da multa. Aquele que comete infração vai financiar a segurança no trânsito”, explica o governador Geraldo Alckmin (PSDB), que vai destinar ao programa R$ 110,5 milhões provenientes de multas aplicadas pelo Detran.SP.

Esta iniciativa é um passo importante para minimizar os acidentes que acontecem com frequência em Alphaville.

Em apenas quatro dias, de 7 a 10 de dezembro, houve pelo menos cinco acidentes graves em Alphaville, na parte administrada por Barueri.
Entre eles, o acidente na madrugada da quinta, 7, na av. Paiol Velho, em que o motorista, dirigindo no sentido Barueri, colidiu com o new jersey (mureta de concreto feita pela a empreiteira N.F. Motta Construção e Comércio), como parte do projeto de duplicação da via. Felizmente, o condutor saiu ileso e passa bem.

No grupo das redes sociais Trânsito em Alphaville, com mais de 8 mil membros, os moradores fazem observações quanto ao projeto.
“Já dirigiu por lá à noite? Tudo escuro, sem sinalizadores. Super perigoso!”, indaga Daisy Farkuh.

“Infelizmente aqueles cones não tinham iluminação suficiente para sinalizar que a via terminava lá, a primeira vez que eu passei no local quase bati o carro”, conta Antonio Rodriguez Romera.

Entretanto, o engenheiro civil e responsável pela obra na parte de Barueri, Luiz Antônio Pinheiro, diz o contrário. “Desde o começo ali está bem sinalizado. No dia do acidente estava iluminado. O condutor bateu nos cavaletes”, explica o engenheiro.

A obra de duplicação da Paiol, na parte de Barueri, está seguindo o cronograma e deve ficar pronta em janeiro. A partir da semana que vem, Santana de Parnaíba também começa a construir a mureta.

Outro acidente foi no domingo, 10, por volta de 13h, com o capotamento de um Citroën C3, na av. Sagitário, bem após a curva de acesso à via pela av. Yojiro Takaoka.

De acordo com o Demutran, a Polícia Militar assumiu a ocorrência e a condutora, grávida, foi encaminha para a Amil com escoriações e passa bem.
Ainda no domingo, por volta das 17h30, o Demutran encontrou um veículo Fiat Punto capotado na Via Parque. Segundo a Area, o condutor abandonou o veículo no local. De acordo com o Demutran, a perícia fez uma avaliação e o caso está sendo investigado pela Delegacia Central de Barueri, para onde o veículo foi levado.

O Demutran enfatiza que os motoristas precisam ser mais cautelosos.

Citroën de motorista grávida capotado em frente ao Alpha Square Mall. As vítimas dos dois acidentes passam bem. Foto: Celso Rizzo/Arquivo Pessoal

Lombadas eletrônicas
Como parte do estudo em parceria com o Movimento Paulista, Barueri vai realizar duas campanhas de educação no trânsito e implantar um gradil perto do Parque Shopping Barueri. Também serão instaladas duas lombadas eletrônicas, uma na Via Parque e outra na avenida Alphaville.
“Não estamos colocando radares em Alphaville. As lombadas são para orientar o condutor”, conta José Luiz Pinheiro, diretor técnico de planejamento do Demutran.

Já os três radares de fiscalização de avanço de semáforo ficarão na av. Exército Brasileiro com av. Municipal, no Jardim Silveira; na rua Almeida com rua Calil Mohamed Rahal, no Engenho Novo e na av. General de Divisão Pedro Rodrigues, em Aldeia de Barueri.

Em nota, a prefeitura de Barueri disse que assim que houver a liberação do recurso, será iniciada a licitação destas intervenções e, só então, projetarão um prazo para a conclusão.