Mílton Jung leva discussão sobre valores e princípios éticos para dentro de casa - Folha de Alphaville
10/08/2018
CADERNO A
Mílton Jung leva discussão sobre valores e princípios éticos para dentro de casa
Jornalista lança “É proibido calar!” nesta segunda-feira (13), às 19h, no Shopping Ibirapuera
Graziela Costa
Jornalista é âncora do Jornal da CBN e do programa Mundo Corporativo, da rádio CBN (Foto: Divulgação)

O jornalista Mílton Jung, âncora do Jornal da CBN e do programa Mundo Corporativo, da rádio CBN, está sempre lendo a notícia, mas, os papeis se invertem e ele será o destaque na segunda-feira (13), às 19h, na Livraria Saraiva do Shopping Ibirapuera, quando lança o livro “É proibido calar! – Precisamos falar de ética e cidadania com nossos filhos (Editora BestSeller). O evento terá bate-papo seguido de sessão de autógrafos.

Segundo Mílton, a inspiração para a primeira publicação que não trata de jornalismo ou de comunicação, ao contrário de suas outras duas obras (“Jornalismo de rádio” e “Conte sua história de São Paulo”), veio de duas missões pessoais. “Tenho dois filhos, sou cidadão”, justifica. Para ele, a preocupação com o crescimento de intenções de anulação de votos pelo desalento dos eleitores, que buscam se distanciar da política, o motivou a propor que se desenvolvam ações para a construção de uma sociedade justa e generosa. “A principal dessas ações se fundamenta no diálogo, e no exemplo, entre os membros da família”.

Para tanto, o grande desafio, de acordo com Jung, é promover mudanças diante de um modelo diferenciado de família. “A família não está perdida, sem rumo e sem regra, como muitos costumam falar. As relações evoluíram, novos direitos foram conquistados e oportunidades surgiram, há uma exigência maior de se viver em condições de igualdade, ainda bem”, ressalta.

Para ele, mais do que falar é preciso praticar, já que a “ética não é o que eu digo, mas especialmente o que eu faço”. “Por isso, os pais têm de estar muito atentos às decisões que tomam diante das diferentes situações que encaramos no cotidiano. Posso pedir para meu filho respeitar os professores ou seus colegas, mas se no trânsito jogo o carro sobre os pedestres, faço qualquer manobra para levar vantagem, meu pedido perde valor, ele precisa ser validado pelas minhas atitudes. Falar é preciso, fazer é essencial”, avalia.

Mílton é autor da rede “Adote um vereador”, criada em 2008 com um grupo de moradores de São Paulo que assumiram o compromisso de fiscalizar, monitorar e controlar os vereadores na Câmara Municipal.

O texto de orelha do livro é do filósofo Mario Sérgio Cortella.  “Mílton Jung recusa a falência da esperança e produz uma narrativa plena de beleza e emoção”, afirma Cortella.