Denise Fraga mostra fragilidade dos valores morais em texto de Dürrenmatt - Folha de Alphaville
26/01/2018
CADERNO A
Denise Fraga mostra fragilidade dos valores morais em texto de Dürrenmatt
"A Visita da Velha Senhora” reestreia em temporada gratuita no Teatro Sesi-SP
Graziela Costa
Atriz diz que a peça será atual em qualquer época. Foto: Cacá Bernardes

Denise Fraga vive um momen­to único. Depois de dois anos e meio de “A Alma Boa de Setsuan”, de Bertolt Brecht, e um ano e meio de “Galileu Ga­lilei”, do mesmo autor, ela encara “A Visita da Velha Senhora”, texto clássico do suíco Friedrich Dürrenmatt, escrito em 1956. “Não foi por acaso que cheguei a Dürrenmatt. Foi discípulo, bebeu em Brecht. Lá está o mesmo fino humor, a mesma ironia e teatralidade. Dürren­matt também se faz valer do entreteni­mento para arrebatar o público para a reflexão”, afirma a atriz.

Depois da temporada de sucesso com a peça no ano passado, ela rees­treou o espetáculo na quarta-feira (24), no palco do Teatro do Sesi-SP, sob a di­reção de Luiz Villaça.

A montagem inédita, que ainda tem Tuca Andrada, Ary França, Fábio Herford, Davi Taiyu, Maristela Chelala, Romis Ferreira, Renato Caldas, Eduardo Estrela, Beto Matos, Luiz Ramalho e Ra­fael Faustino no elenco, expõe a fragili­dade dos valores morais e da noção de justiça quando a palavra é dinheiro. O espetáculo fica em cartaz até 18 de fevereiro, com entrada gratuita.

Para a atriz, o espetáculo é uma obra-prima. “A peça sempre será atual, em qualquer época, porque fala de um grande dilema da huma­nidade: como nossos valores morais ficam móveis diante do poder eco­nômico. Quando se fala de dinheiro, somos capazes de envergar e moldar a nossa linha ética”, avaliou.

Na trama, os cidadãos da cidade de Güllen esperam ansiosos pela che­gada da milionária Claire Zachanas­sian (vivida por Denise Fraga) – que promete salvá-los da falência. No jan­tar de boas-vindas, Claire impõe uma condição: doa um bilhão à cidade se alguém matar Alfred Krank, o homem por quem foi apaixonada na juventu­de e que a abandonou grávida por um casamento de interesse. Ouve-se um clamor de indignação e todos os ha­bitantes de Güllen rejeitam a absurda proposta. Claire, então, decide espe­rar, hospedando-se com seu séquito no hotel da cidade. 

 Fragilidade humana

A partir dessa premissa, Friedri­ch Dürrenmatt constrói uma rede de cenas que se entrelaçam, cheias de humor e ironia, onde os perso­nagens vão, pouco a pouco, es­cancarando a fragilidade humana diante do grande regente de nossas vidas: o dinheiro.

“Eu sinto que dentro de nós exis­te um potencial solidário, como um chip. Mas, talvez, estejamos sendo transformados por uma sociedade que a gente inventou viver, onde se a concorrência é o que manda, o di­nheiro é quem dita as normas. Como eu explico aos meus filhos pequenos que o craque do time vai embora para ganhar R$ 6 milhões fora do País? Precisamos identificar nossos valo­res, não deixá-los se perderem. Te­mos de responsabilizar nossos filhos pela melhora, sem virar o discurso, sem virar todos juízes”, finaliza. 

 Serviço

A Visita da Velha Senhora

Teatro Sesi-SP

Av. Paulista, 1313 - Bela Vista (em frente à estação Trianon-Masp do Metrô).

Telefone: (11) 3146-7439

Quarta a Sábado às 20h

Domingo às 19h

Entrada gratuita

Reservas antecipadas de ingressos online pelo portal

www.sesisp.org.br/meu-sesi